Quetões de Interpretação de textos

Com referência à coesão e ideias textuais, assinale a alternativa correta: a) Em “e igual princípio os anima, os conserva”, os dois registros da partícula “os” sublinhada têm o mesmo referente textual. b) “Somos organizados pela mesma forma”, no trecho anterior o termo “pela” pode ser substituído sem prejuízo do sentido original por “para a”. c) A expressão “por isso” no segundo período do texto indica a introdução de uma causa em referência à afirmativa anterior. d) O emprego dos verbos na primeira pessoa do plural “Somos” e “estamos” indica que o texto se caracteriza pelo tratamento objetivo e possui um caráter de relato impessoal. e) “todos respiram o ar; a todos sustenta a terra”, no trecho anterior, é possível manter coesão e coerência textuais acrescentando a partícula “a” antes do primeiro “todos”.

  •  a) Em “e igual princípio os anima, os conserva”, os dois registros da partícula “os” sublinhada têm o mesmo referente textual.
  •  b) “Somos organizados pela mesma forma”, no trecho anterior o termo “pela” pode ser substituído sem prejuízo do sentido original por “para a”.
  •  c) A expressão “por isso” no segundo período do texto indica a introdução de uma causa em referência à afirmativa anterior.
  •  d) O emprego dos verbos na primeira pessoa do plural “Somos” e “estamos” indica que o texto se caracteriza pelo tratamento objetivo e possui um caráter de relato impessoal.
  •  e) “todos respiram o ar; a todos sustenta a terra”, no trecho anterior, é possível manter coesão e coerência textuais acrescentando a partícula “a” antes do primeiro “todos”.
_____________________________________________________________

Imagem 002.jpg

O uso da expressão ledo engano no contexto em que foi usada, denota:

  •  a) Presunçoso engano.
  •  b) Engano óbvio.
  •  c) Terrível engano.
  •  d) Triste engano.
  •  e) Engano pueril.

_____________________________________________________________

Imagem 003.jpg

A respeito da introdução do texto, referente ao 1º parágrafo, é correto afirmar que:

  •  a) A ideia-núcleo apresentada refere-se à queda do cajueiro.
  •  b) A referência ao cajueiro “velho, belo e imenso” cria um contraste em relação a uma atmosfera afetiva.
  •  c) O uso de determinantes como “velho” e “belo” para o cajueiro demonstra o antagonismo emocional vivido pelo narrador personagem.
  •  d) A infância remota não pode ser considerada como um tema ou ideia secundária, já que o narrador refere-se a ela como “antigas recordações”, sem influências no presente.
  •  e) A queda e morte do cajueiro constituem consequências das características anteriores de “velho, belo e imenso”.

___________________________________________________________

Imagem 003.jpg

“Tudo sumira, mas o grande pé de fruta-pão ao lado da casa e o imenso cajueiro lá no alto eram como árvores sagradas protegendo a família.” 

São apresentadas as ideias secundárias presentes no período em destaque:

  •  a) Submissão, saudosismo e preservação ambiental.
  •  b) Ruína, abandono, solidão e afinidade afetiva.
  •  c) Pessimismo, contrariedade e regionalismo.
  •  d) Revolta, apego aos bens materiais e preservação ambiental.
  •  e) Indiferença, regionalismo e religiosidade.

__________________________________________________________

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: