Che Guevara

Che Guevara
(Ernesto Guevara de la Serna)

Che Guevara

Cirurgião plástico, político, revolucionário e guerrilheiro esquerdista argentino nascido em Rosário, considerado um marxista heterodoxo por sua obra teórica e apelidado de Che pelos revolucionários cubanos por sua origem argentina. De uma família de classe média, formou-se em medicina na Universidade de Buenos Aires (1953), onde como estudante integrou-se nas lutas universitárias na Argentina, tomando desde cedo posições revolucionárias.

Convencido de que só a luta armada poderia erradicar a miséria dos diversos países da América Latina, após percorrer vários países latino-americanos (1947-1953), fixou-se na Guatemala, onde Jacobo Arbenz realizava um amplo programa de reformas sociais. Um golpe de estado (1954) obrigou-o a fugir para o México, onde conheceu os irmãos Fidel e Raúl Castro, que, com outros exilados políticos, conspiravam contra o ditador cubano Fulgencio Batista.

Integrado ao grupo dirigido por Fidel Castro, desembarcou em Cuba, na província de Oriente (1956). Gravemente ferido na primeira batalha, foi um dos 12 que se salvaram e que acamparam em Sierra Maestra para a campanha guerrilheira que culminou com a entrada vitoriosa em Havana (1959). Cidadão cubano, ocupou postos importantes no governo, como os de diretor do Departamento de Indústria do Instituto Nacional de Reforma Agrária, presidente do Banco Nacional e ministro da Indústria, e tornou-se famoso por sua oposição ao imperialismo e ao neocolonialismo e por seus ataques à política externa americana.

Deixou a vida pública para voltar às atividades armadas revolucionárias em outros países (1965). Esteve na África, onde colaborou na organização de um grupo revolucionário. Voltou a América latina (1966), e começou a organizar uma guerrilha revolucionária clandestina na região boliviana de Santa Cruz, mas foi morto pelas tropas do governo de Barrientos (1967), em Higueras, Bolívia. Suas idéias foram expostas em La guerra de guerrillas (1960), Pasajes de la guerra revolucionaria (1963) e El socialismo y el hombre en Cuba (1965).

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: