Vídeo mostra preso morto em delegacia sendo levado por policiais

Crime ocorreu em Porto Seguro, no extremo sul da BA, no dia 14 de julho.
Três policias e o filho de um deles são suspeitos e estão foragidos.

Do G1 BA, com infomações da TV BA

168 comentários

Foram divulgadas imagens exclusivas da câmera do circuito de segurança da Delegacia de Porto Seguro, cidade localizada no extremo sul da Bahia, no dia em que um preso foi espancado dentro da unidade policial. Três policiais civis e o filho de um deles são suspeitos do crime. Todos estão foragidos. As imagens mostram um dos policiais com um pedaço de madeira na mão explicando para outro policial como foi o espancamento. O vídeo também mostra na sequência, o corpo do detento sendo retirado da delegacia.

As imagens são do circuito interno da delegacia e mostram os policiais no hall de entrada. Eles usam camisa branca e camiseta. O filho de um dos investigadores, que também teve a prisão preventiva decretada, aparece pegando uma chave na mão do pai. Em outro trecho do vídeo, os carcereiros aparecem retirando o detento da cela. Mais adiante, um dos policiais aparece com um pedaço de pau na mão conversando com o terceiro policial suspeito de envolvimento no crime. As imagens revelam que eles simulam o que teriam feito com o preso e ainda brincam com a câmera de segurança.

As última imagens são de dois policiais carregando a vítima desacordada. A polícia suspeita que ele tenha sido espancado na sala de investigação, onde não há câmera de circuito interno. O crime aconteceu no dia 14 de julho, quando a vítima, que tinha 20 anos, foi presa. O jovem era suspeito de participar de um assalto com morte, numa relojoaria em Porto Seguro.

O preso morreu por traumatismo craniano. Os quatro suspeitos o deixaram no Hospital de Base de Porto Seguro e depois fugiram.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA) informou que dois corregedores estão em Porto Seguro para investigar o caso. A previsão é de que o inquérito policial seja concluído em dez dias.

O crime é investigado pelo titular Evy Paternostro, da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), e acompanhado pelo corregedor-geral da SSP-BA, Nélson Gaspar, e pela delegada Iracema Silva de Jesus, corregedora da Polícia Civil. Todos estão em Porto Seguro.

As buscas pelos envolvidos são realizadas pela Coordenadoria de Operações Especiais (COE), em parceria com a Departamento de Investigação Policial (DIP). Além do inquérito policial, os três policiais devem responder a processos administrativos disciplinares, informa a SSP. Entre os investigadores suspeitos, dois estavam de folga e um de férias no momento do crime.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: