Administração de Materiais

OBJETIVOS E FUNÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS IDENTIFICAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE MATERIAIS PADRONIZAÇÃO E NORMALIZAÇÃO SUMÁRIO

1 LOGÍSTICA & ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS 3

2 OBJETIVOS DA ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS 4

2.1 DEFINIÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS 4

2.2 OBJETIVO BÁSICO 4 2.3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 4

3 FUNÇÕES NA ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS 4

4 IDENTIFICAÇÃO DE MATERIAIS 5

4.1 CONCEITO DE ITEM 5

4.2 CONCEITO DE NÚMERO DE PARTE E NÚMERO DE SÉRIE 8

4.3 IDENTIFICAÇÃO DE LOTES 8

4.4 IDENTIFICAÇÃO PELOS ATRIBUTOS 9

4.5 ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS 9

4.6 TIPOS DE CÓDIGOS 9

4.7 EQUIVALÊNCIAS10

5 CLASSIFICAÇÃO DE MATERIAIS10

6 PADRONIZAÇÃO E NORMALIZAÇÃO 13

6.1 PADRONIZAÇÃO 13

6.2 NORMALIZAÇÃO 14

LOGÍSTICA & ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS O termo “Logística” é, freqüentemente, confundido com “Administração de Materiais”, porém possui em geral um sentido mais amplo. Segundo o dicionário Aurélio, significa: Logística 1. [Do gr. logistiké, fem. de logistikós, é, ón, ‘relativo ao cálculo’.] S. f. 1. Denominação dada pelos gregos à parte da aritmética e da álgebra concernente às quatro operações. 2. Filos. Conjunto de sistemas de algoritmos aplicado à lógica. Logística 2. [Do fr. logistique.] S. f.

1. Parte da arte da guerra que trata do planejamento e da realização de:

a) projeto e desenvolvimento, obtenção, armazenamento, transporte, distribuição, reparação, manutenção e evacuação de material (para fins operativos ou administrativos);

b) recrutamento, incorporação, instrução e adestramento, designação, transporte, bem-estar, evacuação, hospitalização e desligamento de pessoal;

c) aquisição ou construção, reparação, manutenção e operação de instalações e acessórios destinados a ajudar o desempenho de qualquer função militar;

d) contrato ou prestação de serviços. Segundo o dicionário Michaellis temos: Logística sf (gr logistiké)

1. ant Aritmética aplicada.

2. ant Álgebra elementar.

3. ant Lógica simbólica.

4. Mil Ciência militar que trata do alojamento, equipamento e transporte de tropas, produção, distribuição, manutenção e transporte de material e de outras atividades não combatentes relacionadas. Aparentemente foi utilizado na área militar, primeiramente, pelos militares americanos na segunda guerra mundial1, tendo posteriormente se estendido às outras organizações. Algumas definições atuais de logística:

Logística (1) – É o sistema de administrar qualquer tipo de negócio de forma integrada e estratégica, planejando e coordenando todas as atividades, otimizando todos os recursos disponíveis, visando o ganho global no processo no sentido operacional e financeiro. (definição de Marcos Valle Verlangieri, diretor do Guia Log)

Logística (2) – É o processo de planejar, implementar e controlar eficientemente, ao custo correto, o fluxo e a armazenagem de matérias-primas e estoque durante a produção e produtos acabados, e as informações relativas a estas atividades, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, visando atender aos requisitos do cliente. (definição do Council of Logistics Management)

Logística (3) – É a ciência de se fazer chegar o produto certo, na quantidade certa, no lugar certo, no tempo certo, nas condições estabelecidas e a um mínimo custo. (definição do site do SEBRAE) Logística Empresarial – Trata-se de todas as atividades de movimentação e armazenagem, que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável. (definição de Ronald H. Ballou no seu livro “Logística Empresarial”) Outros termos envolvendo a palavra “logística” podem ser encontrados: Logística de Distribuição, Logística de Produção, Logística de Venda, Logística de Atendimento, Logística de Promoção, Logística de Embalagem, Logística de Compra, Logística Interna, Logística de Informação, Logística de Transporte, Logística de Suprimento, Logística de Pós-Venda, Logística Reversa, Logística de Armazenagem, Logística Integrada, Logística Portuária, Logística de Importação/Exportação, Logística de Movimentação, Logística Agroindustrial, etc. A Administração de Materiais cuida basicamente das mesmas atividades relacionadas ao conceito mais amplo de “logística”, porém restrita a “materiais”, ou seja, não contempla, teoricamente, “serviços” e outros suprimentos tais como o de “energia”. Para fins deste curso, Logística e Administração de Materiais são tratados praticamente de maneira igual, procurando evitar a superposição nas funções abordadas em outras disciplinas (Administração da Produção, Administração de Vendas e Administração Mercadológica). Finalmente observamos que o conceito de “logística” foi, pouco a pouco, se estendendo ao conceito de “supply chain management” (Gestão da Cadeia de Suprimentos), sendo difícil, nos dias atuais, encontrar-se diferença sensível entre os dois conceitos.

2 2 OBJETIVOS DA ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS

2.1 DEFINIÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS Conjunto de atividades que abrangem o planejamento, a operação e o controle da aquisição, estocagem e movimentação de matéria-prima, componentes e produtos tanto semi-acabados como acabados, desde o fornecedor, passando pelas fases intermediárias, até o consumidor final.

2.2 OBJETIVO BÁSICO :Suprir os diversos setores da empresa com os materiais de que necessitam com a qualidade requerida, na quantidade correta, no instante adequado, no local apropriado, ao mínimo custo3 e otimizando o resultado da organização.

2.3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Minimizar o investimento em estoques. Prever necessidades e disponibilidades de materiais. Prever as condições de mercado. Manter contato permanente com fornecedores, tanto atuais como em potencial, verificando preços, qualidade e outros fatores que tenham influência no material e nas condições de fornecimento. Pesquisar continuamente novos materiais, novas técnicas administrativas, novos equipamentos e novos fornecedores. Padronizar materiais, embalagens e fornecedores. Controlar disponibilidades de materiais e situação dos pedidos, tanto em relação a fornecedores como em relação à produção da empresa. Obter segurança de fornecimento. Armazenar matérias primas, ferramentas e produtos acabados e semi-acabados. Movimentar os materiais, entregando-os nos locais onde forem necessários. Organizar a disposição de móveis, máquinas e equipamentos para facilitar a estocagem e a movimentação. Obter preços mínimos de compra. Dar suporte à otimização do processo produtivo. Dar suporte à otimização de vendas. Melhorar a competitividade da empresa.

FUNÇÕES NA ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS :A Administração de Materiais é uma função administrativa semelhante a outras funções de administração de recursos, tais como os recursos patrimoniais, humanos, financeiros e tecnológicos. É de fundamental importância para a gestão do negócio.

RECURSOS FUNÇÕES GERENCIAIS Pessoas Administração de Recursos Humanos Dinheiro Administração Financeira Bens Administração Patrimonial Processo produtivo Administração da Produção Materiais Administração de Materiais Sistemas Administração de Sistemas Mercado Administração de Marketing Clientes Administração de Vendas etc. É composta, basicamente, das atividades de COMPRAS, ESTOCAGEM e MOVIMENTAÇÃO, interligadas pela atividade de PLANEJAMENTO E CONTROLE: E CONTROLE ESTOCAGEM MOVIMENTAÇÃO FÍSICA 3 É importante a distinção entre minimização de custos e otimização de resultados. Nem sempre a minimização de custos leva à otimização de resultados. Comumente é denominada, também, de Administração de Suprimentos, adquirindo um conceito um pouco mais geral, englobando serviços e energia. Quando associada à distribuição de produtos e materiais em geral é denominada Logística. A terminologia não é uniforme. Em algumas organizações as atividades de compras estão em um setor, as de estocagem em outro e as de movimentação em outro. A localização no organograma depende do tipo de empresa. Na empresa moderna há uma tendência de agrupamento dessas funções através de um sistema integrado4 que permita a gestão das diversas atividades envolvendo fornecedores e clientes, começando com o pedido do cliente, acompanhando-o internamente no processo produtivo da empresa, estendendo-se aos fornecedores de insumos para o processo produtivo no lado das atividades de compra e aos clientes no lado das atividades de venda até a entrega do produto ao cliente final, incluindo ainda as atividades de pós-venda e a logística reversa (retorno de resíduos para reciclagem, retorno de produtos defeituosos, etc.).

IDENTIFICAÇÃO DE MATERIAIS

4.1 CONCEITO DE ITEM O termo item de material é aplicável a um conjunto de objetos (materiais) que possuem as mesmas características. Como exemplo, consideremos uma lata de cerveja de 350 mililitros de uma determinada marca em uma prateleira de um supermercado. Apesar de poder haver diferença entre uma lata e outra (pequenas diferenças dimensionais, de peso, etc.), para o cliente que adquire uma lata essas diferenças praticamente não têm interesse algum. A lata de cerveja do exemplo acima é um item de material (o código de barras que identifica o produto é o mesmo para as diversas latas). As características que definem essa lata (volume líquido, composição, tipo de lata, marca, tipo de cerveja, etc.) são as mesmas para as diversas latas. Uma caixa de latas de cerveja também pode ser considerada um item de material. Nesse caso poderíamos ter a mesma lata de cerveja do exemplo anterior, porém agora em forma de caixa com 24 latas. Esse novo item identifica o mesmo produto básico, porém em embalagem diferente. Estocar 2 caixas de 24 latas significa estocar 48 latas. A unidade de estocagem em caixas de 24 latas é diferente da unidade de estocagem em latas. O termo SKU (Stock Keeping Unit) é muitas vezes utilizado para designar um item de estoque, geralmente por meio de um código de barras. Um item pode especificar, também, um produto vendido a granel. Quando colocamos combustível em um posto, o álcool comum é um item. O mesmo álcool em uma embalagem de 1 litro é outro item. Um item pode se referir, ainda, a um conjunto de peças iguais em uma embalagem (uma caixa de borracha escolar com várias borrachas) ou a um conjunto de peças diferentes (um “kit” de ferramentas, por exemplo). A embalagem com que o material é comercializado, por ser uma característica que pode ser importante para o cliente, pode determinar a existência de itens diferentes para o mesmo material básico. Como exemplo, álcool em embalagens de 1 litro é um item diferente de álcool em embalagens de ½ litro. A marca do produto é uma característica importante para o cliente em um supermercado, devido ao preço, à confiança na marca, à forma da embalagem, etc. Em um supermercado, para cada marca tem-se um item diferente. Em um setor de manutenção de uma empresa a marca do álcool utilizado para a limpeza não é importante, desde que o produto tenha a qualidade requerida. Neste caso, para as várias marcas pode-se ter um só item. Numa empresa existem itens que são estocados e itens que são utilizados imediatamente após a aquisição (ou que se comportam, para fins contábeis, como se fossem utilizados imediatamente após a aquisição). Geralmente são denominados, respectivamente, itens de estoque e itens não de estoque. As formas usuais de identificação de um item, atualmente, são: o código de barras5 e o código impresso em etiquetas (normalmente o código de barras vem acompanhado do código impresso). Uma forma moderna de identificação é o código eletrônico de produto (EPC = Electronic Product Code), que consiste de uma etiqueta com um circuito eletrônico, contendo o código de identificação, capaz de transmitir esse código por rádio freqüência 4 Sistema de Gestão da Cadeia de Suprimentos (SCM – Supply Chain Management System), Sistema Integrado de Gestão Empresarial (ERP -Enterprise Resources Planning), etc. 5

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: